terça-feira, 3 de setembro de 2013

Procura-se pessoas inteiras...

"As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as delas.
 
Temos que nos bastar... nos bastar sempre e quando procuramos estar com alguém, temos que nos consciencializar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.

As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objectivos comuns, alegrias e vida"
 
Mario Quintana

10 comentários:

Sorriso disse...

Concordo . Em todas as relações temos de sentir que o outro que nos acompanha na vida, quer seja "cara metade" quer seja só amigo, o faz porque gosta e não porque precisa. É essa a base das relações saudáveis e de não de subalternização.
Temos de nos bastar à partida e amigo é isso aquele que nos completa naquilo que não somos bastantes, mas sem pedir.
Excelente texto e conteúdo profundo que daria para muita reflexão.Grata.

Um bom dia para ti! :)

Vivi disse...

Completamente de acordo. Em qualquer tipo de relação as pessoas completam-se (deveria ser assim.
Beijos

Freyja Pt disse...

Lá está, temos que saber adaptar ao momento, às ciscunstâncias e também às pessoas que nos rodeiam...afinal vivemos numa sociedade!
Se essa adaptação for a correta, com toda a certeza que tudo (e não só as pessoas) se completam.

Beijo*

Maria disse...

Só pessoas inteiras podem tornar-se parte de uma relação completa...senão faltará sempre algo!
Bjs
Maria

Algures disse...

Sorriso,

Isso mesmo. As relações têm o seu quê de igualdade, de recíprocidade. Há alturas em que um dá mais, outras em que dá menos, mas uma relação completa-se pelo altruísmo da mesma. Isso é o saudável das relações. De facto é um assunto que dá pano para mangas...
Obrigado eu pelas tuas sábias palavras. :-)

Um resto de dia sorridente!
Beijinhos*

Algures disse...

Vivi,

Pois devia. Embora na vida nem sempre assistamos a isso, as pessoas deviam completar-se pelo que buscam em comum.

Beijinhos* :-)

Algures disse...

Freyja,

Nem sempre as relações estão ao mesmo nível no que se dá e recebe, é natural. No fundo, procura-se o equilíbrio e esse é não mais que o saber quando se está num lado, ou no outro, or dando, ora recebendo. É quanto basta para nos completarmos... :-)

Beijo*

Algures disse...

Maria,

Agora fizeste-me pensar se existirão pessoas completas. Mais, fiquei a pensar se eu próprio sou completo e se não fará parte, faltar algo... Aqui e ali as pessoas podem completar-se, desde que não se anulem. Desde que não sejam egoístas. Desde que procurem estar, sem exigirem de outrem, algo...
Isto dá para uma "longaaaaaaaaaa" conversa...

Beijos* :-)

Ann disse...

Uma mãozinha não chega? Exigente! ;)

Algures disse...

Ann, demasiado exigente... :-)