domingo, 30 de janeiro de 2011

Placebo - Every You Every Me


Placebo -"Every You Every Me"
Sucker love is heaven sent.
You pucker up, our passion's spent.
My hearts a tart, your body's rent.
My body's broken, yours is bent.

Carve your name into my arm.
Instead of stressed, I lie here charmed.
Cuz there's nothing else to do,
Every me and every you.

Sucker love, a box I choose.
No other box I choose to use.
Another love I would abuse,
No circumstances could excuse.

In the shape of things to come.
Too much poison come undone.
Cuz there's nothing else to do,
Every me and every you.
Every me and every you,
Every Me...he

Sucker love is known to swing.
Prone to cling and waste these things.
Pucker up for heavens sake.
There's never been so much at stake.

I serve my head up on a plate.
It's only comfort, calling late.
Cuz there's nothing else to do,
Every me and every you.
Every me and every you,
Every Me...he

Every me and every you,
Every Me...he

Like the naked leads the blind.
I know I'm selfish, I'm unkind.
Sucker love I always find,
Someone to bruise and leave behind.

All alone in space and time.
There's nothing here but what here's mine.
Something borrowed, something blue.
Every me and every you.
Every me and every you,
Every Me...he

Every me and every you,
Every Me...he [x4]

Irritações...

Irrita-me que os mesmos que se queixam disto ou daquilo, sejam os mesmos que vêm dizer que o "isto ou o aquilo" são muito bons, com a diferença que aí o estejam a aplicar à nossa pessoa... mais irrita ainda quando essas pessoas são supostamente nossas amigas. É um género de "Faz o que eu digo mas não faças o que eu faço...". Incoerências...

sábado, 29 de janeiro de 2011

Frase do dia...

"A beleza das coisas está no espírito de quem as contempla."

David Hume

Michael Bublé - Home

Porque hoje apetece-me mesmo relaxar, fechar os olhos e partir rumo a Algures onde apenas eu sei...

Michael Bublé - Home
Another summer day
Has come and gone away
In Paris and Rome
But I wanna go home
Mmmmmmmm

May be surrounded by
A million people I
Still feel all alone
I just wanna go home
Oh, I miss you, you know

And I’ve been keeping all the letters that I wrote to you
Each one a line or two
“I’m fine baby, how are you?”
Well I would send them but I know that it’s just not enough
My words were cold and flat
And you deserve more than that
Another aeroplane
Another sunny place
I’m lucky, I know
But I wanna go home
Mmmm, I’ve got to go home

Let me go home
I’m just too far from where you are
I wanna come home
And I feel just like I’m living someone else’s life
It’s like I just stepped outside
When everything was going right
And I know just why you could not
Come along with me
'Cause this was not your dream
But you always believed in me

Another winter day has come
And gone away
In even Paris and Rome
And I wanna go home
Let me go home

And I’m surrounded by
A million people I
Still feel all alone
Oh, let me go home
Oh, I miss you, you know

Let me go home
I’ve had my run
Baby, I’m done
I gotta go home
Let me go home
It will all be all right
I’ll be home tonight
I’m coming back home

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Quid juris? O significado...

Tenho reparado que muitos dos visitantes do Algures onde apenas eu sei... surgem por aqui após pesquisarem num motor de busca (normalmente no Google) a expressão Quid Juris?, o que me leva a pensar que procuram uma pequena explicação, como tal reedito aqui parcialmente o post que publiquei na Quinta-feira, 19 de Novembro de 2009. Espero que tenha sido útil e obrigado pela visita!

Quid juris?
Frequentemente usada (por exemplo, em sentenças judiciais), a expressão "Quid iuris?" que, traduzida à letra, quer dizer "o quê de Direito?", ou seja, "que Direito? – que regra ou conceito ou interpretação da Lei – deve ser aplicado num caso concreto?"

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Acerca das palavras a reter e do seu significado...

Saudade (a-u ou au)
(latim solitas, -atis, solidão)
s. f.
1. Lembrança grata de pessoa ausente ou de alguma coisa de que alguém se vê privado.
2. Pesar, mágoa que essa privação causa.
3. Bot. Planta dipsacácea. = suspiro
4. Bot. Nome de várias espécies de plantas com flores de cores variadas.
Saudades
s. f. pl.
5. Boas lembranças ou recordações (ex.: a antiga chefe não deixou saudades).
6. Cumprimentos a alguém (ex.: manda-lhe saudades minhas).

Conquista
(derivação regressiva de conquistar)
s. f.
1. Acto!Ato ou efeito de conquistar.
2. Obtenção do alheio por meio de luta ou esforço contrariado.
3. A coisa conquistada.
4. O que se obtém à força de muito trabalho.
5. Processo de sedução de alguém.
6. Pessoa que se rende à sedução de outra.

Conquistar - Conjugar
v. tr.
1. Fazer a conquista de.
2. Adquirir por conquista.
3. Subjugar.
4. Dominar.
5. Alcançar.
6. Adquirir à força de trabalho.
7. Fig. Ganhar (estimas, amizades).
8. Namorar.

Só para confirmar...
in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

Duas palavras a reter..

Saudade e Conquista...

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

The Cardigans - Explode

Castelo de cartas...

As pessoas às vezes andam com uma máscara e passando uns tempos ela cai, pois bem, a minha caíu na 6.ª feira passada... ao saber uma nota menos boa na faculdade, "desmanchei-me". O castelo de cartas que tenho vindo a construir está tudo menos fixo e tantos abalos tem sofrido que veio abaixo. A verdade é que têm vindo a cair cartas atrás de cartas e o baralho começa a não ter a rigidez que deveria ter e, a verdade é que agora não o posso trocar, pelo que me tenho de "aguentar" com ele por mais difícil que seja manter-me em "jogo". Os meus amigos felizmente estão cá e não me abandonam, é graças a eles que o castelo se vai mantendo em pé apesar do peso que sustém. Espero que se aguente o suficiente... ele e... Eu.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Dito por mim Algures onde apenas eu sei...

Palavras perdidas no tempo ou talvez não, esta frase dá que pensar...

"Se seus sonhos estiverem nas nuvens, não se preocupe, pois eles estão no lugar certo; agora construa os alicerces." É preferível sonhar grande do que não sonhar. Se há quem tenha conseguido, porque é que acha que não consegue?"

E fi-lo desta forma quase de imediato...

São dias... Pensamentos...
Sonhar é bom e devemos sempre ter os nossos sonhos...
Faz-nos ver uma linha no horizonte que desejamos alcançar.
Um alvo...
A vida sem sonhos arrisco-me a dizer que é quase como uma vida sem algo a alcançar...
O facto de às vezes vermos sempre a distância na mesma, faz com que tenhamos de dar um passo atrás para podermos dar dois em frente.
Sonhar é muito bom...
Viver e sentir é ainda melhor...
Preenche-nos, dá-nos alegria, faz-nos felizes e ter força para perseguir e viver os sonhos... (...)

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

E aí está a 1.ª...

...A 1.ª má notícia relacionada com a Faculdade. Uma "cadeirinha" para Julho e i´m in D.I.P.* trouble!!!
O que vale é que nem tudo é mau e lá ganhei o direito a ir a uma oral (Fantástico Mike!!!).
Quando um estudante fica contente com isto, é porque algo vai mal, muito mal. Faltam as avaliações contínuas sendo que o panorama não é animador...
Ainda faltam 13...

*Direito Internacional Privado

Será?

Um dia vais perceber que comigo nada é a mesma coisa e tudo é diferente...

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Snow Patrol - Open Your Eyes Live@ Rock in Rio 2010

Eu fui...

Snow Patrol - "Open Your Eyes"
All this feels strange and untrue
And I won't waste a minute without you
My bones ache, my skin feels cold
And I'm getting so tired and so old

The anger swells in my guts
And I won't feel these slices and cuts
I want so much to open your eyes
'Cause I need you to look into mine

Tell me that you'll open your eyes [x4]

Get up, get out, get away from these liars
'Cause they don't get your soul or your fire
Take my hand, knot your fingers through mine
And we'll walk from this dark room for the last time

Every minute from this minute now
We can do what we like anywhere
I want so much to open your eyes
'Cause I need you to look into mine

Tell me that you'll open your eyes [x8]

All this feels strange and untrue
And I won't waste a minute without you

O pouco sabe a muito e o muito sabe a pouco...

Há Mulheres que nos fazem pensar, têm a inteligência e o "know how" para nos "cativarem" com a sua conversa e personalidade, e que por aquilo que são e demonstram ser e conhecer, fazem com que o pouco saiba a muito e o muito saiba a pouco, deixando-nos de uma forma que nos obriga a distinguir entre aquelas que fazem (toda) a diferença e que de alguma forma marcam a nossa vida pelo incremento que lhe dão a todos os níveis, e aquelas que passam por nós e nada lhe acrescentam excepto futilidades. O pior é que como as primeiras encontramos muito poucas na nossa vida... isso faz com que conquistem um lugar Algures Onde Apenas Eu Sei e olhemos sempre para elas de uma forma protectora e com muito respeito e admiração...

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Marés...

É estranho o sentimento de confiar nas marés para estas nos levem para o desconhecido mar alto,  isto quando estamos ancorados num porto seguro, mas onde nada se passa...

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

domingo, 9 de janeiro de 2011

James I Wanna Go Home Live @ KCRW Morning Becomes Electic

Há coisas simples que conseguem ser tão belas...

James - I Wanna Go Home :
In this bar,
In this bar
I am dying
In this bar
In this bar,
I am dying

Disassociated
Keep off the grass
I prefer you naked
This too shall pass
Nuance carefully weighted
Too slow too fast
Too slow too fast

I want to go home, right now.
I want to go home, right now.
I want to go home, right now.
I want to go home.

Kissing is forbidden
Biting leaves marks
Sex is overrated
I need to dance
Calmly understated
Well you always had class
This too shall …
ide is armour-plated
Oblivious to darts
This too shall pass

I want to go home
I want to go home, right now….
I want to go home.

In this bar,
In this bar
I am dying
In this bar
In this bar,
My heart’s dying, dying
In this bar,
In this bar
I am dying
In this bar
In this bar,
I am dying

Disassociated
Keep off the grass
I prefer you naked
This too shall pass
Nuance carefully weighted
Too slow too fast
Too slow too fast

I want to go home, right now.
I want to go home, right now.
I want to go home, right now.
I want to go home.

Kissing is forbidden
Biting leaves marks
Sex is overrated
I need to dance
Calmly understated
Well you always had class
This too shall …
Hide is armour-plated
Oblivious to darts
This too shall pass

I want to go home
I want to go home, right now….
I want to go home.

In this bar,
In this bar
I am dying
In this bar
In this bar,
My heart’s dying, dying

Em relação à pergunta que deixei no último post...

... "É impressão minha ou está tudo louco?"... Pois bem, soube há poucos minutos que um amigo meu estava parado num semáforo e vê um carro a vir em direcção a ele e de repente muda de trajectória e leva-lhe o retrovisor e risca-lhe e amolga-lhe o carro todo de lado até a traseira do carro. Não obstante isso, não pararam o carro e puseram-se em fuga... Infelizmente o meu amigo só conseguiu ver que era um Renault Mégane branco. Felizmente não se magoou. Infelizmente tem de arcar com as despesas da reparação. Para além do mais, sabem o que é pior?! É que ele ficou com toda a ideia de toda esta situação ter sido propositada, no sentido de lhe fazerem aquilo. Está tudo louco...

sábado, 8 de janeiro de 2011

Bela maneira de começar o dia..

Situação:
1 - Algures vai estudar para uma biblioteca perto de casa mas antes vai beber café com um amigo.
2 - Sai do café e cada um vai para o seu carro.
3 - O amigo do Algures deixa passar um outro carro que fica à sua frente e entretanto começa a andar a 20Km/h (ok ok... se calhar a 15!!!).
4 - O amigo do Algures (é tipo o Algures neste tipo de situação...) não está para estar muito tempo naquela situação, até porque a esposa havia ligado a pedir a sua ajuda com os filhos, abre pisca e ultrapassa a viatura do "pastelão" pela esquerda.
5 - A situação até seria normal, não fosse o "pastelão" apertar o amigo do Algures, buzinar, dar-lhe sinal de luzes e ainda lhe ter chamado uns nomes e ameaçado.
6 - O "pastelão" pára o seu automóvel e o amigo do Algures faz a mesma coisa.
7 - O Algures vem atrás, vê esta situação e pensa " já há m****" e pára o seu pequeno Samurai para ver o que se passa.
8 - Sai o "pastelão" condutor mais o "pastelão" pendura do carro, dirigindo-se o pendura ao amigo do Algures e o condutor ao porta-bagagens do carro.
9 - Algures, que entretanto já está a sair da sua voiture, vê o condutor a tirar uma chave de cruzeta (aquelas em cruz para mudar os pneus...) e a dirigir-se ao amigo de Algures que por sua vez estava "à conversa" com o pendura.
10 - Algures sem usar violência, consegue retirar a chave de cruzeta ao condutor e neutraliza qualquer reacção.
11 - O condutor e o pendura surpreendidos com o facto de haver um terceiro (Algures) na história travam-se em desculpas e após meia dúzia de palavras trocadas pelas partes, todos nos retiramos para os respectivos automóveis e seguimos o nosso caminho.
12 - A cena passou-se perto de uma igreja e já tinha uma audiência bastante considerável, afinal parecia um filme.
13 - Olhem se o Algures não calha ir pelo mesmo caminho e os "pastelões" serem de uma estirpe ainda pior que aquela?!
14 - A cena não é assim tão invulgar nas nossas estradas e dá que pensar.
15 - É impressão minha ou anda tudo louco?!

A propósito de mulheres inteligentes...

Muitas vezes diz-se que intimidam os homens ou que os assustam pela sua perspicácia, isto se se olhar para elas como "adversárias", mas já repararam nas vantagens inerentes e em como nos podemos tornar homens melhores com uma mulher inteligente ao lado?! Gosto de mulheres inteligentes, quer por serem muito interessantes quer por tudo aquilo que podemos aprender com elas, e não me estou a ver a mudar...

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

4 anos...

Pai, hoje que faz 4 anos que partiste, tive um dia bem difícil, como que a dizer que há pessoas que fazem falta a nosso lado. E que falta me fazes...
Para ti que sei que gostas e que olhas por mim, dando-me força para enfrentar os dias difíceis...

Felicidade...

Não nos serve de nada merecer ser felizes, temos de lutar por essa felicidade...

É isso que a vida me tem ensinado...

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Maturidade

Se a minha maturidade por vezes me indica o caminho a seguir, por vezes faz-me seguir por caminhos mais longos. Também me faz ver que ainda tem muitas arestas para limar, pois se me faz chegar ao destino por mais desvios que possa fazer, às vezes "enrola-me" e não me faz ver o óbvio...*

*Não, não estou maluquinho. Talvez seja algo que só eu percebo e este é como que um recado a mim mesmo...

Hoje fui eu que o procurei...

Há frases sábias. Hoje fui eu que procurei o silêncio para estudar para os exames que se aproximam. Encontrei-o numa biblioteca bem perto de casa e cuja parede se encontrava "vestida" com esta frase...

domingo, 2 de janeiro de 2011

Silêncios...

O Silêncio. O Silêncio ao contrário do seu significado, fala connosco, obriga-nos a reflectir e a questionar. Leva-nos ao passado, leva-nos ao futuro, traz-nos ao presente. Põe-nos a voar e quando menos pensamos, faz-nos voltar ao chão. Dá-me a paz e dá-me a revolta. Dá-me o discernimento e dá-me a confusão. Faz-me ver e cega-me. É companheiro e é inimigo. Tenho aprendido a lidar com ele, mas desconfio que é coisa para durar uma vida...
Sim, por vezes procuro-o. Busco o seu melhor: A paz, o discernimento, a visão e o seu companheirismo. Faço-o arranjando um espaço para ele ou procurando-o dentro dos meus dias, ao contrário do seu oposto, que me revolta, que me confunde, que me cega e que é meu inimigo, procurando-me nas horas"vagas" ou direi vazias, para que assim possa travar longas batalhas comigo. Pois hoje não me apetece, quero ter-te longe pois mexes comigo. Quero-te distante pois incomodas-me, ocupas o meu espaço quando o quero ceder a alguém e tu simplesmente não deixas. É um egoísmo que me consome. Mania de invadir o meu espaço quando não quero... DEIXA-ME!!! Deixa-me... Deixa-me com o ónus de recorrer a ti apenas quando preciso... Hoje, tal como ontem não te procurei, mas aqui estás, ocupando um espaço, um espaço que não é teu e para o qual não te convidei. Está reservado Silêncio. Reservado para quem me faz sorrir... e um Sorriso, quebra 1000 silêncios indesejados... e hoje, hoje queria um Sorriso. O TEU Sorriso... O MEU Sorriso...

sábado, 1 de janeiro de 2011

Jorge Palma - A gente vai continuar ... 2011


Jorge Palma - A gente vai continuar
Tira a mão do queixo não penses mais nisso
O que lá vai já deu o que tinha a dar
Quem ganhou ganhou e usou-se disso
Quem perdeu há-de ter mais cartas pra dar
E enquanto alguns fazem figura
Outros sucumbem á batota
Chega a onde tu quiseres
Mas goza bem a tua rota

Enquanto houver estrada pra andar
A gente vai continuar
Enquanto houver estrada pra andar
Enquanto houver ventos e mar
A gente não vai parar
Enquanto houver ventos e mar

Todos nós pagamos por tudo o que usamos
O sistema é antigo e não poupa ninguém
Somos todos escravos do que precisamos
Reduz as necessidades se queres passar bem
Que a dependência é uma besta
Que dá cabo do desejo
A liberdade é uma maluca
Que sabe quanto vale um beijo