domingo, 13 de outubro de 2013

Mãos

Mãos

Côncavas de ter
Longas de desejo
Frescas de abandono
Consumidas de espanto
Inquietas de tocar e não prender.


Sophia de Mello Breyner Andresen

14 comentários:

Freyja Pt disse...

A Sophia tem uns poemas que dizem tanto em tão poucas palavras.
Este é um deles!!

Um beijo e boa semana !

Moonlight disse...

Mãos que te sentem ....

Beijinhos*

nos"entas!!!! ( e feliz) disse...

Lindíssimo!!!
beijinhos

Algures disse...

Freyja,

Sem dúvida... Como em poucas palavras se diz tanto. :-)

Beijo e uma boa semana também para ti!

Suricate disse...

A Sophia, a Sophia... Única e insubstituível!
...Inquietas as minhas...
Eu e ela partilhamos a data de nascimento (dia e mês;)

Jinhoooossssss

Algures disse...

Moonlight,

Mãos que acompanham os sentidos... :-)

Beijinhos*

Algures disse...

Nos"entas!!!! (e feliz),

Concordo... :-)

Beijinhos*

Algures disse...

Suri dos olhos bonitos,

Inquietas porque trabalham, porque educam, porque cuidam... :-)
Partilhas o bom gosto também!

Beijinhossssssssss*

Moonlight disse...

Sem duvida que acompanham, e é tão bom sentir mãos que sentem ...
É uma das coisas a que mais dou importância (por ridículo ao não, que possa parecer) é ao que as mãos me transmitem no toque ....

Beijinhos*

Algures disse...

Moonlight,

As mãos sentem, as mãos falam, as mãos acompanham. Nada disso é ridículo, acredita. :-)

Beijinhos*

bailarina disse...

ALgures,

Num comentário disseste tudo: "Como em poucas palavras se diz tanto"!

Beijinhos

Algures disse...

Bailarina,

É não é?! Ainda bem que me entendes... :-)

Beijinhos*

bailarina disse...

Aí se entendo Algures... :)

Beijinhos e o resto de uma tarde feliz.

Algures disse...

Bailarina,

Ainda bem... :-)

Beijinhos e um resto de tarde feliz!