terça-feira, 2 de julho de 2013

Bom, hoje não estava tão distraído...

...ou melhor, hoje ainda cá estavam colegas para me virem dar as novidades. Então hoje foi o Paulo Portas a abandonar o barco. Posto isto, o melhor é voltar ao trabalho.
PS: Com o caminho que isto leva, com um bocado de sorte, ainda se juntava as eleições autárquicas com as legislativas!

6 comentários:

shakti disse...

Achas...era bom demais...quer dizer, se pensarmos...o Seguro não vai fazer melhor...acho que estamos sem alternativas...Olha, quem se podia ir embora era o Crato!!

Beijos

Algures disse...

Bom, pelos vistos o cenário de crise política ainda não ficou "resolvido" com a comunicação efectuada pelo 1.º Ministro, ou seja, o mistério da "continuidade" do Governo vai continuar. Até quando? Não sei...
Paulo Portas, como habitualmente fez a sua jogada política, inteligente e sacana para com os portugueses e para os seus parceiros de coligação.
Quanto à alternativa Seguro, infelizmente não se afigura melhor. O problema não é o Crato, mas sim a linha de orientação política, se bem que há ministros com os quais não podemos e percebo perfeitamente os teus porquês relativamente ao Crato. Os portugueses, de uma vez por todas, têm de votar nas pessoas (competentes) e não nos partidos. Isto não se trata de futebol, mas de competência e honestidade.

Beijinho Shakti!

Sibilla A. disse...

Mas tens dúvidas?

A única vantagem era poupança nos custos, pese embora o facto de que tenho sérias dúvidas que a classe política saiba poupar, mas enfim...

Pergunta de um milhão de euros para ti: Existem políticos honestos? Competentes? A competência mostrada em continuidade tem sido muito fraquita... aliás, atrevo-me a dizer que quanto maior a continuidade, maior a incompetência.

Concordo contigo que temos de votar nas pessoas (competetntes). Mas parece-me que para isso, é necessário um maior envolvimento também da Sociedade Civil e fomentar a ida às urnas. Para que não seja a abstenção a ditar novamente o nome de um PM...

xitracinhocoração :)

Algures disse...

É justamente pelos custos, se bem que tenho sérias dúvidas que a realização dessas eleições juntas alguma vez se realizasse.
Quanto aos políticos competentes e honestos, creio que existam, mas em número insuficiente para fazer a diferença, ainda que, há muito que estou descrente nessa classe.
Infelizmente, a sociedade civil tem mostrado ser merecedora destes políticos e, assim, não vamos lá. Infelizmente...

Beijinho e um xitracinho eheh :-)

Sibilla A. disse...

:)

As "crianças" vão ultrapassar a birra; esta pelo menos. Esperemos as cenas dos próximos capitulos...

Beijokas

Algures disse...

As "crianças" ultrapassam e nós pagamos. Nada de novo.

Beijinhos :-)