sábado, 7 de novembro de 2009

Vencido... mas não derrotado.



Ontem passei o dia na Faculdade... Agarrado aos livros, tentando adquirir mais conhecimentos... a sapiência como alguns dirão! A companhia foi digamos que... excelente. Como habitualmente é. Daquelas que nos fazem sorrir e puxam por nós. Ainda bem... é que estudar não é propriamente das coisas que mais gosto de fazer e se a companhia não fosse agradável, as coisas ainda se levariam pior... "Viagem" até às 21.20h sempre em dúvidas múltiplas, pequenas glosas (Confesso... mas eu disse pequenas! E digam-me um, mas um estudante de Direito que nunca as haja feito?!... que eu não acredito...). Chegado ao exame... bloqueei! As dúvidas assolaram-me de uma forma que fiquei parado a olhar para a 1.ª pergunta. Espécie de acção? Pedido? Causa de pedir? Valor da causa?! Tou desgraçado... Espécie de Acção? Suicida (tipo harakiri...)... Pedido? Tirem-me daqui... Causa de pedir? O meu pânico e bloqueamento perante não saber se a execução específica de contrato-promessa de um bem imóvel é uma acção declarativa ou executiva... Damm!!! Aparentemente respondi bem... Acção declarativa constitutiva mas... e o resto?! O tempo já está a chegar ao fim... Valor da causa? É um teste de avaliação contínua e o valor vai ser muito baixo... ponderei mesmo não entregar, seria uma forma de evitar a sentença condenatória (pesada) que aí vem... Tenho sempre problemas de tempo nos exames, ou seja, nunca consigo concluir os meus exames, mas este foi demais... Fónix! Bem sei que este sentimento de ter sido vencido é temporário (assim espero...), mas custa.
Saído do exame fui comer uma bifana e beber uma imperial, notoriamente "pissed off", com colegas... fugidos do tema do exame, acabamos a falar nos nossos pais que já partiram... e é por eles acima de tudo que podemos ter sido vencidos, mas não derrotados.

2 comentários:

Anónimo disse...

Olá meu amigo...andamos desencontrados, mas não perdidos...eu e tu, estamos sempre naquele lugar onde apenas nós sabemos...não estive na faculdade, pois infelizmente até ao final do mês não posso tirar dia nenhum...estive a trabalhar e muito, até às 19h. O meu teste...só de pensar sinto agonias...será que nunca conseguimos começar bem? Parece que já me estou a ver naquela correria de exames e de orais...é melhor que nada...é assim que sempre tenho pensado...se não formos juntos é bom sinal...signifca que um de nós se safou...se formos, é sinal que nada está perdido...vencidos, mas não derrotados. Por eles, por nós, por acreditarmos que somos capazes. Um beijo doce de quem está sempre presente

Everybody´s Changing disse...

Tenho sempre um prazer especial em ler-te. É bom sentir a amizade no que ela tem de mais puro. Temos andado desencontrados sim, pelos mais variados motivos... Infelizmente parece que é sina nossa começarmos mal. Também te digo antes começar mal e acabar bem do que o contrário! Se bem que nós sabemos bem o que custa... se sabemos! Vamos acreditar e trabalhar para que cheguemos a onde nos propusemos chegar... à benção juntos e a sorrir :-) Um beijinho grande