sexta-feira, 7 de março de 2014

Voltaste...

Voltaste...
Por momentos não sabia o que pensar, mas a noite passada lá estavamos os dois, unidos pelo amor como outrora. Apesar de ser um momento delicioso e demorado, passou num instante... esfumou-se sob a forma de um sonho, pois no fundo, era de um sonho que se tratava e eu acabava de despertar. Os actores principais eram os de sempre, num argumento tantas vezes usado, num cenário conhecido e com a nossa banda sonora, neste caso, John Legend,
‘cause all of me, loves all of you, love your curves and all your edges, all your perfect imperfections, give your all to me i’ll give my all to you, you’re my end and my beginning, even when i lose i’m winning ‘cause i give you all, all of me and you give me all, all of you. Momentos nossos, agora dispensados da carne, feitos de mera ilusão, mero sonho onde te invento novamente, num subconsciente rebelde que te raptou à força.
Voltaste... por momentos, num sonho Algures onde apenas eu sei... Voltaste... e voltei a provar o doce sabor dos teus lábios. Voltaste...
...mas não ficaste. E eu? Eu despertei e regressei... à vida, longe do sonho.

3 comentários:

Freyja disse...

Às vezes sonhar faz bem...

Um beijo

Sorriso disse...

Sonhar ajuda a viver, ajuda a caminhar..:)

Elis disse...

Sonhar com a realidade que se auspicia faz bem.
Pode por vezes, doer, mas também ajuda a viver quando esse amor é o alimento da nossa alma.

Identifiquei-me muito com este teu sonho e sentir.

Obrigada por esta bonita partilha.

Abraço