sexta-feira, 24 de maio de 2013

Djavan - Oceano (Ao vivo)


Djavan - Oceano
Assim
Que o dia amanheceu
Lá no mar alto da paixão,
Dava prá ver o tempo ruir
Cadê você?
Que solidão!
Esquecera de mim?

Enfim,
De tudo o que
Há na terra
Não há nada em lugar
Nenhum!
Que vá crescer
Sem você chegar
Longe de ti
Tudo parou
Ninguém sabe
O que eu sofri...

Amar é um deserto
E seus temores
Vida que vai na sela
Dessas dores
Não sabe voltar
Me dá teu calor...

Vem me fazer feliz
Porque eu te amo
Você deságua em mim
E eu oceano
E esqueço que amar
É quase uma dor...

Só sei viver
Se for por você!

2 comentários:

LIRIO SELVAGEM disse...

Adoro Djavan, os poemas são fantásticos.
bjs... bom fim de semana

Algures disse...

Os poemas são de facto fantásticos e facilmente enquadramos a nossa vida nos mesmos. Muito bom mesmo...
Um bom fim de semana Lírio. Aproveita o sol! :-))

Beijinhos!